2008-10-03

Português, dialeto do espanhol?

É comum que os amantes da língua Portuguesa se esqueçam que o Português é simplesmente um dialeto do Espanhol. Alguns nunca souberam deste fato básico, que aparentemente os espanhóis também preferem ignorar.

É sabido que o Espanhol e o Português são ainda mais parecidos entre si do que o Espanhol e outros dialetos, como o Catalão. Por incrível que pareça o bairrismo entusiasmado dos falantes do Português faz com que neguem simples fatos da vida como esse.

Se não acreditam em mim, vejam algumas frases simples:

Todo insecto tiene seis patas. (Espanhol)
Todo inse(c)to tem seis patas. (Português)

El ladrón robó todo. (Espanhol)
O ladrão roubou tudo. (Português)


Oh! Uma diferença: em espanhol se diz "todo" tanto para todo ou para tudo. O que não deixa de ser confuso, mas dizer que as línguas são diferentes não passa de ignorância. Vamos ver mais:

Las cerezas están muy maduras. (Espanhol)
As cerejas estão muito maduras. (Português)

Vêm as diferenças? "...tán" vira "...tão". Isso não é diferença senão de pronúncia. Façam-me o favor!

Acreditar que estamos falando de duas línguas diferentes é tão ridículo que existe um artigo na Wikipedia (em Inglês) chamado "diferenças entre Português e Espanhol" (aqui). Ora, se é possível listar as diferenças em um artigo wiki isso só pode significar que são dialetos. Eu diria que o Português é um dialeto do Espanhol, uma língua mais falada e mais desenvolvida, com muitíssimos mais livros publicados.

Alguém ainda discorda? Vamos então listar as diferenças entre o Coreano e o Japonês?

14 comentários:

Anônimo disse...

ZAPPI, SEM DISCORDAR DE SUA TESE, POIS A ESPANHA É MAIS VELHA QUE PORTUGAL, E ESTE FOI DESMEMBRADO DAQUELA, SÓ QUERO AFIRMAR - SEM PATRIOTADAS FÚTEIS - QUE, PARA MEUS OUVIDOS APURADOS, NOSSA LÍNGUA, EMBORA HERDADA, ALCANÇOU UM GRAU DE BELEZA FONÉTICA MUITO SUPERIOR. E TEM MAIS: A BOA PRONÚNCIA BRASILEIRA DEU AINDA OUTRO SALTO DE QUALIDADE, POIS, A MEUS OUVIDOS SENSÍVEIS, É MUITO MAIS PRAZEROSO OUVIR FALAR UM BRASILEIRO DO QUE UM PORTUGUÊS. E MAIS FÁCIL DE ENTENDER, OU SEJA, QUALQUER LUSITANO ENTENDE O WILLIAM BONNER NA ÍNTEGRA, AO PASSO QUE ME CUSTA ENTENDER A METADE DO QUE DIZ UM NOTICIARISTA LISBOETA. GRANDE ABRAÇO. MARIO MAGENCO

Zappi disse...

Olá Mario,

Entendo muito bem o fato de você gostar do som da língua. Eu também gosto. Entretanto é exatamente o que diria um catalão do seu dialeto, um australiano comentando sobre a pronúncia americana, etc.

Cada um gosta do dialeto da língua e do sotaque em que aprendeu a falar primeiro...

Anônimo disse...

ZAPPI, TENHO ALGO MAIS A DIZER: CONSIDERO UM PRIVILÉGIO TER NASCIDO NO ÚNICO PAÍS LATINO-AMERICANO QUE NÃO FALA ESPANHOL. APESAR DE SER MAIS IMPORTANTE DO PONTO DE VISTA DE USO GLOBAL, ESTA É UMA LÍNGUA MELOSA E ENJOATIVA, ALÉM DE, A MEU VER, MENOS COMPLETA, TANTO QUE, ENTRE OUTRAS DEFICIÊNCIAS, NÃO SABE DISTINGUIR O 'TUDO" DO 'TODO', QUE, CÁ ENTRE NÓS, SÃO DIFERENTES À BEÇA EM SUAS SUTILEZAS. OUTRO ABRAÇO DO MAGENCO.

Tiago disse...

espanha nao é mais velha que Portugal,nem pouco mais ou menos, a actual espanha é uma amalgama de outro reinos independentes que foram sendo anexados aos longo dos seculos(galiza,leão,navarra...). fica sabendo que as nossas froteiras têm quase 900anos(fora uma excepção ou outra)ex:Olivença que nos foi "roubada". e o que nao lhe garante que o espanhol é que é dialeto do Portugues. um conselho: aprenda história como deve ser...

Anônimo disse...

Anõnimo,mais tem que lembra que o portugues que falamos so não e enjoado e rídiculo,porque modificamos eles,se falasemos com o sotaque do 'bacalhaus'' ai sim voce,poderia ver o que é rídiculo e enjoativo.Cruz credo do modo de falar portugues de Portugales.

Anônimo disse...

Caro Zappi,
estava a fazer uma pesquisa sobre dialetos e deparei-me com o seu post.

Em primeiro lugar gostaria de lhe dizer que o seu artigo soa muito a preconceito e "bairrismo".
Obviamente que cada falante acha a sua língua mas bela que outra, mas daí a "falar mal" da outra devia ir uma grande distância.

O seu artigo tem também algumas incorreções... Primeiro você faz confusão entre dialeto e língua.
No fundo todas as línguas são dialetos, já que esta palavra significa etimologicamente modo de falar, dia- = meio de; -lecto = fala. O conceito de língua é um conceito político. "Na maior parte dos casos são as fronteiras, e não propriamente factores de semelhança ou disparidade linguística, que delimitam duas línguas."
Concluindo Português e Espanhol são efetivamente duas línguas diferentes, reconhecidas pelos países de Portugal e Espanha.
O Português e o Galego têm muitas semelhanças, mas são dois dialetos diferentes.
Não é de estranhar que as línguas sejam semelhantes uma vez que têm a mesma origem, ambas são descendentes do latim, entre outras razões.

Queria rematar dizendo que aprecio os dialetos brazileiros do português. Assim como aprecio os dialetos do português de Portugal. Para que nos respeitem, devemos saber respeitar. Enumerar diferenças e semelhanças pode ser bom e saudável, até para o conhecimento da língua, mas enumerá-las para gozar ou denegrir, em nada mostra um espírito crítico construtivo e culto.

Carlos Augusto Pinheiro Da Silva disse...

A lingua portuguesa e de longe mais bonita que o espanhol e se aproxima mais do frances

Anônimo disse...

Zappi, Tenho de discordar com todas as palavras que escrevo com que você afirma. O português nunca foi nem nunca será um dialeto do espanhol. São semelhantes entre si, é claro, mas isso justifica-se pela origem em comum das línguas romãnicas. Se for analisar uma frase escrita em francês e a sua correspondente em português, irá observar que ambas apresentam também muitas similaridades. Enojo-me ao ver que escreve uma estupidez dessas ao alegar que a língua de Camões é um mero dialeto do espanhol. Isso só pode significar que não possui nem conhecimento de espanhol suficiente nem de português embora aparentemente seja a sua língua nativa que nem sei como pode menosprezar. Além do mais, quando insinua que Espanha é mais velha que Portugal isso também justifica que não dispõe de conhecimento de História. A Espanha atual só se formou no século XV quando os reinos de Castela e Aragão se uniram para constituir o atual estado espanhol. Também devo referir que Aragão possuía (e ainda possui) a sua própria língua(o aragonês) também como outras regiões espanholas possuem as suas respetivas línguas. A Catalunha possui o catalão, por exemplo. Todas ou quase todas as línguas latinas possuem similaridades entre si, algumas tão grandes que nos custa acreditar que são idiomas diferentes. Portanto, espero ter-lhe esclarecido que O PORTUGUÊS NÃO É UM DIALETO DO ESPANHOL, seu palhaço desmiolado.

Anônimo disse...

O português e o castelhano - que vc chama de "espanhol"não são o mesmo idioma, e portanto não são dialetos. Uma pessoa que não tenha tido um treinamento mínimo de castelhano não vai entender português- e vice-versa.
A gramática e a fonética são diferentes, e um hispano falante tem dificuldade de entender um lusofalante- e vice versa.

Vc estaria certo se dissesse que o português brasileiro, ou talvez o galego fossem dialetos do português. Mas o castelhano, decididamente é outro idioma. Os espanhóis tem o desejo de unir a península ibérica e por isso espalham essa calúnia contra a nossa língua.
Pode ser considerados como idiomas do castelhano o Andaluz, o Rioplantense, o cubano, etc. , mas nunca o português.

E quanto ao catalão, a comparação com o dialeto é pior ainda. O catalão é um idioma que tanto pode ser ibérico quanto gálico, ou seja da subfamilia lingüística do francês. O catalão é irmão do provençal, nada a ver com o castelhano.


Se vc é brasileiro, se informe melhor sobre o idioma de Camões que não é o mesmo idioma de Cervantes. Ambos tem semelhanças, mas têm diferenças suficientes para não serem idiomas separados.

Eu não tive o intuito de ofender ninguém. Só informar

abraços

:: Aquarela Studios & Records :: disse...

Português e Espanhol são idiomas diferentes. Dialeto é a diferença de pronúncia dentro de um idioma, ou uma língua, como é informalmente chamada. Em pequena pesquisa realizada em minha licenciatura no curso de História sobre a língua portuguesa, cheguei a conclusão nesse estudo ainda incompleto de que o português é a fusão do latim vulgar, usado por homens do exército romano e mercadores vindos de Roma com um idioma local denominado Koni (principalmente no norte de onde hoje é o território português), este com forte influência de idiomas saxões (os seachs ou seaxes), que também deram a origem ao sueco, o holandês, belga e ao dinamarquês atuais. Isso também nos leva a deduzir a relação da cor de pele, olhos e cabelos dos habitantes da região norte de Portugal e Espanha serem mais claros, que os do sul (devido a influência árabe), com forte traço de cultura saxã e anglo-saxã posteriormente.

Jefferson de Lima disse...

você também poderia publicar uma frase que seria incompreensível totalmente diferente exemplo :eu tenho saudade por isso vou a seu encontro , posso escrever uma frase em português que seria quase parecida em italiano tipo minha casa branca grande - italiano la mia grande casa bianca isto da a falsa impressão que posso me comunicar em italiano ,este exemplo e ridículo são parecidas mais são duas línguas diferentes uma amigo polonês aprendeu espanhol não entendia nada no Brasil

Anônimo disse...

Nunca li tanta besteira.

Zappi disse...

Eu entendo o teu problema, não queres aceitar a realidade.
Yo entiendo tu problema, no quieres aceptar la realidad.

Paola disse...

Quanta besteira rapaz...