2008-11-29

Um novo meio de comunicação

A história humana é também a história da comunicação. Desde que existe o Homo sapiens, e provavelmente antes disso, falar ao outro é quase uma obsessão. Assim inventou-se a fala, as mensagens por tambores, por música, através das eras pela escrita, milhares de códigos foram inventados e decifrados. Sinais fazem a comunicação dos mudos, código morse funciona para unir dois encarcerados. Batidas, idiomas, inflexões de voz, códigos digitais, cartas, e-mails e blogs serverm somente para comunicar algo de uma pessoa para outra.

Encontrei outro meio de comunicação. O caminho da mensagem é através do google. Explico:

Alguém digita algo no google e clica em um blog. O dono do blog checa as palavras-chave usadas para entrar em seu blog e vê a mensagem.

O truque é que a frase usada para chegar ao blog tem ao mesmo tempo que:

1. Apontar para o blogueiro com quem você quer se comunicar.
2. Dizer ao blogueiro o que você pretende dizer - ou insinuar.

Assim, para mandar algo para mim pode-se digitar no google:
gosto do strangemansparadise
Uma vez obtida a resposta no google, clique na resposta que aponte para o blog 'strangemansparadise'.

Se o dono do blog olhar a lista de palavras-chave, verá a mensagem.

Como tive essa idéia? Olhei a lista de frases que trouxeram gente ao meu blog e encontrei:
zappi,você é um chato
Aparentemente alguém que me acha chato já conhecia este novíssimo meio de comunicação. Não se pode ganhar sempre...

Vestibular, propaganda "sutil"

Não é à toa que o Putin gosta tanto do Lula. O Brasil e a Rússia são países "hermanos" como Cuba e Venezuela. Até no vestibular tem propaganda anti-americana. Quando fui procurar onde estava a correspondente menção aos horrores soviéticos ou às escabrosas torturas mentais norte-coreanas, qual foi a minha surpresa? Nada de falar mal nem de Lenin, Stalin ou Fidel Castro. Nem tampouco Mao, unanimemente tido como uma das personalidades mais canalhas da história humana, estava citado no vestibular. Coincidência?

Vejam os trechos que mencionam os Estados Unidos:

As bombas atômicas, lançadas contra Hiroshima e Nagasaki em 1945, resultaram na morte de aproximadamente 300.000 pessoas, vítimas imediatas das explosões ou de doenças causadas pela exposição à radiação [...] As bombas atômicas que atingiram Hiroshima e Nagasaki foram lançadas pelos Estados Unidos, único país que possuía esse tipo de armamento [...] As radiações liberadas numa explosão atômica podem produzir mutações [...] câncer ou são transmitidas para a geração seguinte ...


e este:

as ditaduras militares brasileira (1964-1985), argentina (1976-1983), uruguaia (1973-1985) e chilena (1973-1990) [...] receberam [...] apoio [...] dos Estados Unidos [...] combateram [...] grupos esquerdistas, recorrendo a métodos violentos.


Está claro que os Estados Unidos são o império do mal? Sobre a Rússia comunista: nadinha. Nada sobre as perseguições ideológicas orwellianas, o terror inominável da revolução cultural chinesa, a tara sem fim dos comunistas norte-coreanos.

Eu entendo a Fundação do Vestibular. Se mencionassem estes esquerdistazinhos, os professores de cursinho gritariam, enlouquecidos: "Anulem a questão! É mentira! Stalin era gente boa!"

Então tá.

2008-11-27

Flauta

Partita de Bach para flauta solo, por Alexandra Grot - Gravado em Munique, 18.02.2008

2008-11-26

Brazucas para a Rússia

O Maloqueiro-mor assinou um acordo com o presidente russo para permitir visitas à Russia e de russos ao Brasil sem visto. Afinal são países irmãos! O Brasil tem o PCC e a Rússia tem a sua famosa máfia, descendente da KGB.

A partir de agora, o Brasil poderá exportar membros do PCC para que voltem mais ishperrtos. Isso sim que é vantagem. Enquanto isso a Europa e Estados Unidos tornam mais difícil a concessão de vistos a brasileiros. Será que estou enxergando um padrão aqui? Venezuela, Brasil, Cuba, Rússia?

Não, deve ser só paranóia.

2008-11-24

Insider job

Quem combate o crime já sabe há muito tempo que os assaltos mais bem sucedidos são os "insider jobs", onde funcionários de um banco, por exemplo, roubam o próprio lugar de trabalho. Como conhecem a rotina e os procedimentos de segurança a fundo, é para eles mais fácil desativá-los. A promoção de um ladrão de bancos a um cargo público só pode ser vista com desconfiança.



Obrigado ao Tambosi pela ficha.

2008-11-22

Os novos analfabetos

Um dos momentos mais importantes na vida de uma criança é quando ela aprende a ler. Só sendo capaz de ler ela será capaz de adquirir alguma coisa do imenso repositório de conhecimento humano que está disponível a quem é capaz de folhear e entender as páginas de um livro.

É claro que não basta ler. É mais importante ser capaz de ler a língua inglesa, a língua internacional para a qual quase todas as obras literárias do mundo já foram traduzidas. Uma vez que uma criança aprende a ler ela deveria já começar a aprender inglês.

Está muito na moda hoje falar no analfabetismo digital, que é a incapacidade de usar o computador, mas eu acho que há um analfabetismo ainda mais grave e que deveria começar a ser combatido antes ainda de aprender a ler. Esta forma de analfabetismo está tão difundida e é tão comum que os que não são analfabetos é que são considerados 'diferentes'.

Estou falando do analfabetismo científico. Esta forma de analfabetismo é extremamente difundida: 99% da população (ou mais) não tem a mais básica noção de ciência. Não entendem as leis do movimento, a diferença entre massa e peso ou o tamanho e a quantidade de átomos e moléculas. Não sabem o que é a eletricidade, os virus ou as radiações eletromagnéticas. Nada disso faz nenhum sentido para esses que usufruem dos últimos avanços da tecnologia como se estivessem em um mágico mundo onde os cientistas (loucos, claro) fossem bruxos descontrolados.

A conseqüência mais triste desta situação é que é possível convencer qualquer pessoa de qualquer bobagem, bastando para isso invocar a palavra "ciência" ou "científico". Esta palavra, para quem nada sabe e nada entende, tem o poder mágico de gerar tácita aceitação.

Para adicionar mais um componente de complexidade, os avanços científicos atingiram uma sofisticação tal que é impossível para uma pessoa compreender os avanços em todas as áreas do conhecimento. Entretanto alguns conhecimentos básicos deveriam ser obrigatórios, como é obrigatório conhecer as letras do alfabeto. Com estes conhecimentos básicos, as pessoas poderiam decidir sobre assuntos mais complicados sem os fanatismos vistos hoje em dia em religiosos da ecologia, os eco-freaks, por exemplo, ou os maníacos do aquecimento global. Qualquer pessoa com um mínimo de conhecimento perceberia que quase todos os efeitos imputados ao "aquecimento global" não se justificariam, já que um aquecimento de centésimos de grau não é mensurável nem com os mais precisos termômetros, quanto menos causa de supostas monumentais mudanças em ambientes remotos. E é especialmente peculiar o fato de que ambientes nunca antes monitorados tenham mudado tanto.

Ainda falta muito para a maioria deixe de ser analfabeta em ciências, mas neste caso cada um pode e deve fazer um pouco a respeito. Defenda com unhas e dentes a educação científica básica.

Correa e Lula

O calote do Equador na dívida com o BFBS deixou o Lulita irritado. O Rafaelito ligou para Lulita, mas o telefonema não desfez a tensão entre os dois.

L: "Pô, Rafaelito, podia ter avisado antes de dar o calote!"

R: "Estou avisando agora, Lulita, vê se se acalma."

L: "Quando eu estava no Sindicato, eu sempre avisava a Volkswagen antes de chamar uma greve. Aí, se tivesse 'acerto' eu não chamava greve nenhuma, está me entendendo, Rafaelito?"

RC:"Como o acerto que você fez com o Fidel para cancelar a dívida dele? O das caixas de charuto e whisky? Ou como o acordo que você fez com Evito onde ele levou uma refinaria e..."

L: "É, como esses."

RC: "Ah, mas aí você me quebra as pernas, Lulita. A dívida de Cuba era de 30 milhões e você cobrou 2 milhões para cancelar. A minha é de 500 milhões, o que daria..."

L: "Calma lá, pra você faço um desconto. 20 milhões e tá tudo limpo."

RC: "Ah, não. Quero arbitragem 'internacional'. Vou chamar uma comissão com Hugo Chavez, Evo Morales e Fidel para decidir..."

L: "Assim fico chateado, Rafaelito. Não confia em mim?

RC: "Não. Os seus trambiques já estão muito conhecidos e ficando muito caros."

L: "Então não tem acordo?"

RC: "Não!"

Lula desliga o telefone irado e diz para o assessor:

"Pô, o cara quer dar calote sem pagar pedágio? Ele vai ver uma coisa! Liga para a Odefreje. Vamos ver quanto eles dão para eu escalar o conflito."

2008-11-21

Conseqüências do aquecimento global

Alguém teve a paciência necessária para vasculhar os jornais e fazer uma lista de todas as conseqüencias do aquecimento global. Veja o vídeo e divirta-se:


Leia a lista completa clicando aqui.

2008-11-20

Muy democrático

E tem gente que o defende. Como dizia o Lula, o Maloqueiro-mór do Brasil, na Venezuela tem democracia até demais. O canalha Hugo Chavez concorda, e ameaça prender os opositores a 4 dias das eleições. Alguém ainda está surpreso? E a cor que eles usam, hein? É muito bonita mesmo. O MST também adora, assim como outros partidos que quiseram colocar "socialismo" em seu nome. Haja simbologia! E tem gente que ainda não entendeu o recado. Fico mesmo pasmo.

2008-11-14

O mistério das temperaturas passadas


Muita gente fala sem ter base nenhuma sobre o "aquecimento global" mas o meu espanto não diminui com cada nova previsão catastrofista. Acontece que uma das bases teóricas mais importantes para demonstrar que a Terra está aquecendo aparentemente está corrompida. Trata-se do GISS, uma base de dados que compilada pela NASA de temperaturas superficiais desde que medições sistemáticas começaram a ser tomadas. Como já expliquei aqui, detectar minúsculas alterações na temperatura do ar ao redor do planeta Terra não é uma tarefa trivial e requer um grau de precisão e consistência de dados que provavelmente não é possível sem lançar mão de tecnologias de supervisão remotas (satélites). No excelente blog "Watts Up With That", Anthony Watts expõe uma misteriosa alteração em dados de temperaturas do passado nos Estados Unidos. Notem que os dados que eram publicados em 1999 mostravam uma temperatura mais alta na década de 1940 do que os dados divulgados em 2008. Interessante, não é? Será que a temperaturas passadas diminuíram?

O que é mais notável é que os novos dados, que não se sabe de onde vieram, parecem mais consistentes com um aquecimento contínuo, ao gosto dos catastrofistas. Lembrem-se de que só temos dados confiáveis de temperatura a partir de 1980, que é quando a tecnologia de medição de temperatura por satélites começou a ser usada. Os outros dados são, digamos, um pouco flutuantes, aparentemente...

Os criativos brasileiros



É fato sabido que os brasileiros são mais criativos. Basta observar alguns exemplos da inteligência local para perceber que temos seres muito criativos. Por um lado o fantasticamente original presidente Lula, que por algum motivo foi eleito o "rei". Lula usou os sindicatos para enriquecer pessoalmente, para conquistar poder. Vendeu greves aos sindicatos estrangeiros e vendeu "volta ao trabalho" aos capitalistas. Agora vende parte do Brasil ao Vaticano (veja aqui). Compromete-se a "fornecer" espaço para a igreja. Gratuitamente, claro. Vendeu o compromisso de garantir a isenção de impostos à igreja. Vendeu também a garantia de que os religiosos vão continuar a esconder bandidos, já que padres não precisam falar a verdade para a polícia. Vendeu também o perdão da dívida a países como Cuba e países africanos.

O que o Lula tem de original é que as "vendas" que ele faz são sempre um jogo ganha-perde. O Lula ganha e todo o resto da sociedade perde. Originalíssimo.

Agora o que é mais triste é a oposição ao óbvio banditismo de Lula. Há um blogueiro famoso chamado Reinaldo Azevedo que tem o mérito de ter mostrado muitos dos defeitos e trambiques do governo petista - que ele chama corretamente de petralha (petista+metralha, ou será petista+canalha?). Mas aí vem a originalidade brasileira, que é aparentemente inevitável: tudo o que ele critica com justiça no Lula e PT ele defende em outra instituição criminosa: a igreja católica. Todos os roubos da igreja são automaticamente justificados por este cuja tara religiosa não conhece limites. É mesmo impressionante vê-lo defender absurdos óbvios como a "infalibiliade papal" e outras sandices.

Tudo o que o Reinaldo corretamente defende acaba totalmente destruído por sua cretinice religiosa. Reinaldo é racional até que se fale a palavra catolicismo. Nesse momento ele torna-se um tapado tão original que ficamos em dúvida se aceitamos qualquer coisa que ele possa sugerir em outras áreas. A sua agenda inclui a defesa INCONDICIONAL da religião católica. É outro vendido.

A originalidade do brasileiro é que deve ser o problema aqui. Talvez se os brasileiros não fossem tão originais, tão "espertinhos" como o Reinaldo e o Lula com suas agendas ocultas, o Brasil teria alguma chance de progredir. Mas do jeito que está, a solução é picar a mula.

2008-11-13

Brasil - Patópolis

Os brasileiros são mesmo uns patos. Os juros no Brasil continuam os maiores juros reais do mundo. Os bancos tem ganho garantido sem prestar serviços e ninguém reclama. Os juros do cheque especial estão acima de 9% ao mes, o que equivale a 181% ao ano. E a inflação, de quanto é?

Eita país de babacas.

2008-11-12

Marginalizando um país

A entrevista da presidenta da UNE, abaixo, foi de deprimir qualquer um. Para ter uma referencia sobre onde é que o Brasil se encontra, fui procurar em uma universidade respeitável o que seria necessário para que admitissem um brasileiro nos seus cursos de graduação.

Vejam o que encontrei aqui:

Brazil Certificado de Ensino Medio or University entrance examination (Vestibular, ENEM, PAS) would not be sufficient for candidates to make a competitive application

Notem que muitíssimos outros países, justamente os que prezam sua educação, tem suas qualificações aceitas.

Portanto, brasileiro não entra, com ENEM ou sem ele. Enquanto a Folha considerar a presidenta da UNE uma autoridade, um analfabeto for presidente, e os petralhas continuarem a exercer o pleno direito ao roubo, o Brasil continuará marginal. Como Bangladesh e Cuba.

Google Apps

Aos poucos, um sonho antigo dos computófilos está se tornando realidade. A Google, o arqui-inimigo da Microsoft, criou um grupo de aplicações que efetivamente nos liberam do domínio dos gigantes do hardware. Com as google applications é possível escrever cartas, guardar documentos, montar planilhas, salvá-las, salvar e organizar fotos, guardar anotações, manter uma lista de endereços, mandar e receber e-mails, manter uma agenda compartilhada, montar uma apresentação, falar ao telefone gratuitamente a qualquer lugar do mundo e muito mais, sem precisar guardar nada no computador.

Se o disco rígido falhar, tudo permanece exatamente do jeito que estava, nos servidores do Google. Se amanhã você quiser comprar um Mac ou um computador usando Linux, todos os seus arquivos continuam acessíveis, sem problemas. Não é necessário nem mesmo transferir os dados.

A Google lançou também um navegador, o "Chrome", que é rapidíssimo e faz com que o uso das google apps seja ainda mais fácil.

Há quem diga que a Google vai ser a próxima companhia a dominar o mundo.

Se estiver curioso, comece criando um mail no gmail, depois visite Google Apps e Google Labs.

2008-11-10

Mais uma campanha vitoriosa da OAB

Por Augusto Nunes-SETE DIAS - JB:

O STF e a OAB em campanha: impunidade para todos

Daniel Dantas sabe das coisas, confirmou na quinta-feira a sessão do STF que acabou transformada, simultaneamente, em manifestação de solidariedade ao presidente Gilmar Mendes, manifestação de protesto contra os mocinhos e manifestação de desagravo aos bandidos. Poucas semanas depois de desencadeada a Operação Satiagraha, o STF presenteou Daniel Dantas com a ratificação do direito de delinqüir em liberdade, louvou o sacador de habeas corpus mais ligeiro do Brasil central (em dois dias, atirou duas vezes na primeira instância) e, em clima de comício, mirou na testa do juiz Fausto de Sanctis e no coração do delegado Protógenes Queiroz, cuja casa foi vasculhada na quarta-feira pela Polícia Federal. Nenhuma dúvida: Daniel Dantas sabe das coisas. Tanto sabe que, na conversa em que ofereceu suborno a um delegado engajado na operação, o emissário do chefe da quadrilha informou que só os juízes da primeira instância preocupavam o comandante. Com o STF, por exemplo, o primeiro escroque internacional fabricado no Brasil saberia entender-se. É isso aí, mostrou a mais recente vitória da gatunagem chique. O Supremo, contudo, já não pode ser acusado de esquecer a bandidagem que não sabe usar os talheres certos. No dia 30 de outubro, por 9 votos a 1, o time da toga declarou inconstitucional a realização de interrogatórios por videoconferência. Em vigor nos países menos primitivos, a lei que autoriza esse método, recomendável sobretudo a bandidaços, vigorava em São Paulo. Foi abolida.
Em juridiquês castiço, os doutores ensinaram que o método, aplicado nas paragens civilizadas para tornar a Justiça menos lenta e mais eficaz, "fere o direito de ampla defesa". Até assassinos psicopatas precisam olhar nos olhos o juiz, o promotor ou a testemunha. "O preso não pode ser sujeito a tratamento desumano", concordou a cúpula da OAB. Preocupado com a vida sofrida dos prisioneiros, o clube dos bacharéis usou a mesma frase para justificar a maluquice de outubro: acabar com o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), aplicado a criminosos de altíssima voltagem. É uma antiga reivindicação do PCC. Ser bandido no Brasil está cada vez melhor. O que vai ficando perigoso é agir honestamente. Pode até dar cadeia.

Enquanto isso, na Lulalândia

O Maloqueiro-mor deve estar feliz: a burocracia comunista avança no Brasil. Ouça os termos proferidos pela "estudante" da UNE no vídeo da UOL. Com o olhar amortecido e frases prontas, ela presta um serviço precioso à máquina petralha. A terminologia comunóide já faz parte do dia-a-dia brasileiro.



Quero também dizer que, no Brasil, toda intervenção governamental no ensino está destinada a destruí-lo. O ponto de referência de todo o Brasil é a ignorância absoluta do Lula. Todo o resto é baboseira inútil. Eu sou contra ENADE, UNE, VAGABUSP e UNBOSTA.

O único diploma que vale no Brasil é o de "presidente".

2008-11-05

Obama: a inteligência venceu

Hoje é um dia histórico: Obama venceu as eleições nos Estados Unidos. Em uma longa e extenuante batalha, ele mostrou que é articulado, inteligente e, acima de tudo, racional. Para contrapor-se a Obama, que já parecia um vencedor, McCain acreditou ter encontrado em Sarah Palin o que faltaria à sua campanha. Escolhendo uma religiosa irracional que gosta de matar alces a tiros a partir de um helicóptero, McCain acreditou ser capaz de arrebanhar o lado irracional da América, os cretinos e os religiosos.

Enganou-se. Quem viu os vídeos de Sarah Palin sendo "abençoada" em sua igreja de malucos, quem viu Sarah atacando a Ciência sem o mínimo pudor pela própria abissal ignorância, quem ouviu o seu discurso vazio acompanhado de um sorriso besta percebeu. Notou que estava sendo enganado. Votou em Obama.

Assim como McCain, engana-se também quem acha que Lula se transformará em "menina dos olhos" dos Estados Unidos. Engana-se também quem acha que Hugo Chavez frequentará a Casa Branca como se fosse um amigo íntimo de Obama. Engana-se quem acha que os tarados islâmicos ganharam com esta escolha. Engana-se também quem crê que os Estados Unidos se tornarão uma república socialista.

Obama provou que é o melhor dos candidatos, não tanto pelo seu carisma pessoal ou por seu lado articulado. Ele era melhor porque a opção a Obama era pior que sofrível. Um McCain velho com um discurso vazio e uma louca obcecada pela religião cujo discurso verborrágico é pior que vazio: é completamente oco.

Entre a inteligência e a estupidez, desta vez triunfou a inteligência. E foi por pouco. Em outros países a estupidez triunfa uma vez e outra vez, os tarados xiitas vão dominando países da África e Europa. Toscos populistas como Chavez e Lula tem amplo apoio popular. No mundo a inteligência fracassa lentamente.

Como sempre aconteceu em épocas de crise, os Estados Unidos voltaram a liderar o mundo. Obama mostra a saída de algo que se aproxima a uma nova idade das trevas, um mundo onde apedrejar adúlteros passa a entrar na moda, onde a polícia religiosa tem força de lei e onde a religião e o Estado são indistinguíveis.

Obama sabe. Ele entende que os Estados Unidos não são o mais importante país do mundo por causa de sua população religiosa. São o país mais importante por causa da sua Constituição, onde a separação da Igreja e do Estado é mantida como cláusula pétrea. Onde a tara religiosa é deixada a um braço de distância dos assuntos do governo.

Mesmo assim, a administração Bush aproximou-se aos religiosos. Não sabia como agradar aos fundamentalistas. Batalhas foram travadas para expulsar a bíblia da escola, para colocar a bíblia em seu lugar, fora da classe de ciências. O governo federal sempre apoiava os religiosos, ainda que o judiciário americano terminava por dar razão aos seculares. A batalha era dura.

E a batalha não acabou. Obama representa o lado racional de uma sociedade dividida. Chegou no momento certo, apesar que a força e influência do outro lado continua a aumentar. A batalha será mesmo muito dura, mas pelo menos teremos o presidente dos Estados Unidos do nosso lado.

Uma das situações mais interessantes que vi nesta eleição é uma peça de propaganda feita pelos que apoiavam McCain. Mostra um discurso de Obama, no qual ele explica por quê a Bíblia não pode ser usada para ditar políticas de governo. O irônico é que para mim e para muitos outros a fala de Obama, longe de tirar-lhe votos, aumentou-lhe o prestígio. Que aprendam os tarados religiosos, que aprendam os carolas de plantão. Obama realmente mereceu ganhar esta eleição. Desejo-lhe sorte e tudo de bom.